A iluminação minimalista deste Natal

A iluminação minimalista deste Natal

A iluminação deste Natal será tão, mas tão diferente, por aqui…

Primeiro pensei não decorar nada, mesmo nada em casa e nem colocar as habituais luzinhas a piscar, de que tanto gosto. Depois como tudo levava a crer que iria receber familiares na Noite da Consoada, comecei a pensar que, havendo crianças teria de existir pelo menos uma árvore de Natal e umas luzinhas cintilantes.

Mas afinal, os familiares já não vêm dado os números do COVID estarem a subir novamente. Por um lado, sinto que foi a decisão acertada e eu – verdade seja dita – não estou verdadeiramente com o meu ânimo habitual da época natalícia. Por outro, creio que a Consoada irá ser tão mais difícil sem o apoio da família. Enfim, será o que for!

E agora – pensei eu, de mim para mim – faço alguma decoração na casa ou não? Ontem à noite decidi que sim, mas em miniatura.

Aqueles que me conhecem, sabem bem que eu adoro o Natal.

Habitualmente, começo os meus preparativos em meados de Novembro e no dia 8 de Dezembro está tudo impecável e super planeado: desde presépio, árvores de Natal decoradas (decoro quase sempre três), luzinhas a piscar fora de casa e dentro, enfeites a miúde, presentes comprados com embrulhos personalizados, comida em casa para o dia Especial e jardim limpinho, tudo está em consonância com o espírito natalício. E cada divisão da casa com pelo menos um detalhe alusivo à época: até mesmo nos quartos de banho… e nas cozinhas. Esta garota sempre foi ‘louca’ pelo Natal!

Este ano não sou capaz. Olho para as coisas e fico com os olhos rasos de lágrimas. Por isso não vou insistir.

Encontrei uma corrente nova que tinha comprado com um propósito diferente, e utilizei-a para colocar um candeeiro com vela na porta envidraçada do escritório, onde passo grande parte dos meus dias. Irá ser a minha iluminação deste Natal. Minimalista, sim!

Hoje mesmo, irei decorar uma árvore de Natal pequenina e colocar o presépio na sala. Não vou construir, montar um presépio: apenas irei colocar um presépio bem pequeno, daqueles que se compram feitos. Quanto aos presentes, comprei sacos de Natal no chinês: não estou com garra para embrulhos personalizados. E basta… será assim.

Estou grata, tão grata pelo apoio daqueles que me rodeiam, que tanto me tem ajudado a conseguir vivenciar esta época especial e este ano cinzentão de 2021, sem desabar. Natal é principalmente isso, calor humano. E disso, tenho tido muito!

No meio de tudo, há sempre algo engraçado.

Ontem andei a fazer umas arrumações logo pela manhã,  bem cedinho. E surpresa das surpresas, encontrei um presente do meu pai dentro dum saco de um cachecol em tricot que estava a fazer por esta altura, no ano passado (ainda não acabei). Eu não coloquei nada daquilo dentro daquele saco, tenho a certeza! As coisas do meu pai, que sabia que sou fã de surpresas: e foi uma boa surpresa, podem crer! Obrigada, paizão!

Feliz Época Natalícia para todos nós!

Acima de tudo, muita saúde, amor, amizade, alegria e paz! O resto, é o resto, vem por acréscimo!

Deixe o seu comentário