Verdadeiramente irrita-me e muito

Verdadeiramente irrita-me e muito

Verdeiramente irrita-me e muito determinadas coisas da vida, muito simples, daquelas que de antemão sei que a maioria dos viventes ultrapassa, acaba por aceitar e se conforma, mas que eu como garota que sou, não consigo. Ou pelo menos, até ao dia de hoje, não consegui. Uma delas é a incapacidade de memorizar ou melhor, a deteriorização da função memória com o decorrer dos anos. Aquilo a que se…

Uma Simples Citação, familiar a tantos

Uma Simples Citação, familiar a tantos

Uma simples citação bailou na minha memória no início deste domingo. É impressionante o poder das palavras e das frases que se dizem e escrevem em determinados momentos da vida. Decorre o século XXI, a frase é do século XIX. Por incrível que possa parecer continua actual, tão actual que é território de todos, isto é, conhecida e dita por muitos dos que me rodeiam. Dita de quando em…

Um remédio para quase tudo

Um remédio para quase tudo

Acordei sem noção do tempo. Ainda me sentia cansada, a dor de cabeça tinha melhorado. Tentei ver as horas. 12:40. Fiz medição de temperatura corporal. Não tinha febre, já era bom. Sem vontade, saí da cama e comecei a pensar o que fazer com o meu dia. Subitamente lembrei-me do sonho que tinha tido. Estranho… raramente me recordo de sonhos. Bom não interessava, era isso mesmo, estava decidido. Dirigi-me…

Ao romper do dia – pequeno almoço na varanda

Ao romper do dia – pequeno almoço na varanda

Ao romper do dia, nada como um pequeno-almoço na varanda. É sábado! Acordei às 05:34, era noite. Muitas coisas já foram feitas. Estou a viver dias contra-natura. Dias diferentes, às avessas em relação ao meu relógio biológico. Sim, eu sou daquelas pessoas que acredito que cada um tem o seu relógio biológico, isto é o seu ciclo natural de sono, que difere de pessoa para pessoa. É essencial conseguir…

Tempo de Outono, um ambiente diferente

Tempo de Outono, um ambiente diferente

Gosto do Outono. Aquele ambiente das folhas a cair, os dias mais curtos, com o sol brilhando, mas menos quentes, as noites mais longas e mais frescas. E chuva. Chuva sem estar frio, nem vento, chuva miudinha que não pára, qual regador regulado para borrifar plantas. Dias cinzentos, que convidam a atividades diferentes. Como este. Lá em baixo alguém dorme. O silêncio impera apenas interrompido pelo som das teclas…

Os amiguinhos irreverentes e brincalhões

Os amiguinhos irreverentes e brincalhões

Os nossos amiguinhos irreverentes e brincalhões enchem a casa de vivacidade. Seja pelas diabruras que entendem fazer e que por vezes, nos desesperam, seja pelos momentos ternurentos nos dispensam ou simplesmente por aquela avidez muito própria no olhar quando há algo diferente ou desconhecido em casa. Obviamente estou a falar de gatos. Não sou fã apenas de gatos. Em criança, o meu primeiro animal de estimação foi um patinho….