Quem acredita na magia do Natal

Quem acredita na magia do Natal?

Quem acredita na magia do Natal? Eu, por exemplo. Claro que tinha de acreditar; sou uma garota… Qual é o garotinho que não acredita?

A Maravilha do Espírito Natalício – leia-se Magia de Natal – deve mesmo existir, palavra!

Senão vejamos: comecei a época com lágrimas no canto do olho. Não conseguia ouvir música de Natal, ouvir falar em presentes, em rabanadas e afins. Tudo me deixava amorfa, aninhada no meu canto, triste… Refugiada nas minhas memórias, nas memórias de quem está ausente neste Natal e de quem sinto tanta falta. Apática.

A pouco e pouco quase sem me aperceber devidamente, com a ajuda dos que me rodeiam, o meu estado de espírito foi mudando.

Não, não estou alegre, feliz, hilariante! Não, a mágoa reside por aqui. Não está a ser nada fácil… No entanto e contrariamente ao que tinha estipulado no início desta época, decorei toda a casa, montei dois presépios, duas árvores de Natal – ainda que pequenas – e comprei presentes. Pensei apressadamente nas tradições dos nossos Natais e abasteci o lar de comida. Foi a primeira vez que tive de pensar e tratar de tudo praticamente sózinha. Ainda nem sei como consegui…

E trouxe a minha coleção de bonecos de neve para junto de mim: estão na divisão da casa onde passo mais tempo. Adoro os meus bonecos de neve.

Está tudo limpo, arrumado, decorado, presentes comprados, falta só confeccionar as filhós e os sonhos. E comprar o Bolo de Rei. Isso ficou reservado para o dia de hoje. Vamos ver como corre, nunca fiz filhós na vida, irá ser a primeira vez.

Se estou cansada? Estou ah, se estou…

Mas já tive o meu presente de Natal. Foi antecipado!

Ho! Ho! Ho!

E precisamente aquele que eu mais queria: de ontem para hoje consegui dormir cerca de 8 horas. Uma noite com 8 horas de sono! Já não dormia 8 horas há tanto, tanto tempo. Era o que eu mais desejava que me sucedesse neste Natal e já aconteceu!

A Todos os meus votos de um Feliz Natal!

Muita Saúde e precaução: a crise pandémica ainda anda por aí. Uma boa Consoada em família, em boa companhia ou mesmo sózinho(a) – não importa, desde que seja bem passada. E Muita Paz!

Espero que encontrem no vosso sapatinho (ou meia) o presente que mais desejam. Eu já tive o meu!

Boa Quadra Natalícia!  A vida tem outra cor quando conseguimos vê-la novamente com o olhar de criança.  

Que a luz do Natal brilhe para todos durante 365 dias! Bom Natal!

Deixe o seu comentário